Jardinagem

Pinturas de paisagem urbana abstrata

Pinturas de paisagem urbana abstrata


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

As pinturas da paisagem estão representando a realidade em sua forma mais pura. Inspirados pela beleza da natureza e de seus arredores, os pintores geralmente pintam exatamente o que vêem. Quando você considera dessa maneira, toda parte da natureza merece se encontrar em uma pintura feita por alguns dos mentores das pinturas da paisagem. Eles realmente sabem como criar imagens milagrosas com o que têm na frente deles.

Contente:
  • 5 Fotógrafos urbanos do próximo nível
  • Pintando a cidade: a história das paisagens da cidade
  • Paisagens urbanas abstratas
  • Pinturas da paisagem urbana
  • Pinturas de paisagem urbana impressionantes de Sarah Baptist
  • Pintura da paisagem urbana de Rita Vingzis em vista no Consulado Geral da Hungria, Toronto
  • Impressões gráficas
  • Pintura de paisagem e desenho
Assista ao vídeo relacionado: chuva em Londres. Paisagem da cidade. Pintura de pintura a óleo, faca de paleta. Painter Vladimir Volegov

5 Fotógrafos urbanos do próximo nível

A Grã -Bretanha tem uma rica história de arte da paisagem contemporânea vívida e expressiva. O trabalho deles é uma inspiração para muitos artistas hoje, além de sustentar a empresa da Britrains na arte contemporânea. Estrear essa lista para incluir apenas dez artistas paisagísticos britânicos contemporâneos foi um desafio. Mas todo nome nesta lista trouxe algo exclusivo da arte da paisagem na Grã -Bretanha. Além disso, esses artistas paisagísticos têm um catálogo expansivo e diversificado nos tecendo através de sua evolução na arte da paisagem.

Considerado o artista britânico mais influente do século XX, David Hockney é um fenômeno da mídia mista. Seu trabalho aparece com destaque no Museu de Arte Moderna. Sua exposição na Royal Academy, em setembro, mostrou seus grandes filmes de paisagem que encheram uma galeria e documentaram as quatro temporadas na paisagem. Você pode ler mais sobre o trabalho de Hockney no meu blog. Essas obras de arte são tão charmosas quanto presumidas e exibem suas proezas como um colorista meticuloso. Peter ganha uma vaga nesta lista, não por causa de suas realizações no mundo real, mas também por causa de seu estilo pioneiro.

Um estilo que combina elementos figurativos e abstratos em sua obra de arte. Embora muitas de suas pinturas mais famosas tenham capturado paisagens fora da Grã -Bretanha, seu estilo ainda é indicativo de suas raízes britânicas. Essas influências são cruciais para moldar seu trabalho anterior.

No entanto, mais tarde, sua arte de alívio e estilo de construção combinada com seu amor por ver Cornwall através de uma visão olho-pássaro quando deslizou permitiu que Lanyon dê vida às suas criações mais famosas. Essas pinturas se inclinavam fortemente na abstração e passavam a ser vistas como alguns de seu trabalho mais bem -sucedido.

The Painting Porthleven .. Aqui vemos o porto de pesca de Porthleven de várias perspectivas, incluindo seus dois portos e torre do relógio. Fascinantemente Lanyon também eluiu para o fato de que ele identificou uma presença humana na obra, a de duas figuras uma esposa Fishermans à direita embrulhada em um xale e o pescador com uma lâmpada à esquerda. Ele viu essas duas figuras como representando a identidade cultural da Cornualha.

A arte do romantismo é precisa e detalhada. Seu uso de aquarela para transmitir paisagens imaginativas é justaposto por sua capacidade de tecer pinturas marinhas intrincadas, porém turbulentas. Seu trabalho - especialmente trabalho posterior - forma a base que muitos artistas seguiram. Embora a JMW Turner tenha morrido, sua obra de arte ainda é vista como contemporânea e uma extensa coleção de seu trabalho está alojada na Tate Britain. Uma nova exposição que tem em seu coração surpreendentemente uma reprodução de seu navio escravo de trabalho.

Dizia -se que o original era muito frágil para a jornada de Boston. A exposição foi aberta no mês passado e vai de 28 de outubro a 7 de março na Tate Britain. Turner recebeu o título de pintor moderno pelo crítico Ruskin e, como o pintor moderno, a pintura mostra uma cena de carnificina e relevante relevante focaliza a história da escravidão ligada à história britânica.

Uma adição interessante e talvez surpreendente à lista, Long usa os materiais físicos da paisagem para produzir seu trabalho. Combinando experiência pessoal e inspiração em seu ambiente glorioso, Richard Long Art expressa liberdade, leveza e mobilidade. O trabalho de Longs leva você a uma jornada por seu movimento físico. Um mestre em paisagens urbanas L. Sua falta de clima e sombras, garantiu que seu trabalho fosse frequentemente descrito pelos críticos como ingênuos e, por muitos anos, acreditava-se que ele era autodidata.

Ele mostra o efeito da industrialização na vida cotidiana, algo que ainda está em andamento - e prevalece hoje.Mas sua capacidade de capturar a industrialização - e seus efeitos - também está em exibição proeminente em suas pinturas de paisagem. Essas pinturas articulam a perspectiva sombria da época. Com prédios industriais emanando fumaça preta e espessa e ruas vazias de pessoas. Outro elemento de assinatura de LS Lowry foi o uso de apenas cinco cores para criar suas obras-primas: preto marfim, vermelhão, azul da Prússia, ocre amarelo e branco floco.

Existem obras de arte mais conhecidas de John Nash, muitas das quais retratam as paisagens que ele encontrou. Seu estilo de assinatura, que o vê pintando paisagens à noite, é indicativo de seu tempo como artista de guerra.

Nash parece ter um estilo profundamente contrastante e um tanto gráfico, o que lhe permitiu retratar a dureza das paisagens devastadas pela guerra. Victor Pasmore foi um pioneiro da arte abstrata na Grã-Bretanha.

Seu trabalho detalha sua jornada do figurativo ao abstrato, onde explora construções, colagens e pinturas. Esse amor pela arte abstrata continuou e é evidente em sua virada acentuada para o gênero em seus trabalhos posteriores.

De fato, sua jornada sinuosa por diferentes gêneros é o que torna seu trabalho ferozmente distinto. Seu trabalho se estende por várias décadas, mas seu estilo permanece bastante consistente ao longo de sua vida. Um elemento constante em todas as suas pinturas é a falta de figuras. Ravilious tinha uma relação complicada com o Modernismo e o Design, o que fica muito evidente em seu estilo linear de aplicação de tinta.

O fio condutor de todo o seu trabalho é a sua expressão artística única. Possivelmente, porque esses artistas criaram e – em alguns casos – continuam a desenvolver seu estilo.

Este estilo é a base da expressão artística britânica. E se expande em todo o gênero para incluir arte da paisagem em todas as formas - seja arte da terra, escultura, pinturas ou outras mídias mistas. Salve meu nome, e-mail e site neste navegador para a próxima vez que eu comentar. Lorem Ipsn gravida nibh vel velit auctor aliquet.

Aenean sollicitudin, lorem quis bibendum auci elit consequat ipsutis sem nibh id elit. Procurar por:. 2 de novembro, pelo administrador. David Hockney Considerado o artista britânico mais influente do século 20, David Hockney é um fenômeno de mídia mista. Richard Long Uma adição interessante e talvez surpreendente à lista, Long usa os materiais físicos da paisagem para produzir seu trabalho.

Lowry Um mestre em paisagens urbanas L. John Nash Há mais de obras conhecidas de John Nash, muitas das quais retratam as paisagens que ele encontrou. Victor Pasmore Victor Pasmore foi um pioneiro da arte abstrata na Grã-Bretanha. Anterior Próximo. 12 de janeiro, 29 de agosto, 19 de junho, grandes artistas, mas uma triste estatística. Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Fechar Visão geral de privacidade Este site usa cookies para melhorar sua experiência enquanto você navega pelo site.

Destes cookies, os cookies que são categorizados conforme necessário são armazenados no seu navegador, pois são essenciais para o funcionamento das funcionalidades básicas do site. Também usamos cookies de terceiros que nos ajudam a analisar e entender como você usa este site. Esses cookies serão armazenados no seu navegador apenas com o seu consentimento. Você também tem a opção de desativar esses cookies. Mas a desativação de alguns desses cookies pode afetar sua experiência de navegação.

Necessário Necessário. Os cookies necessários são absolutamente essenciais para o bom funcionamento do site. Esta categoria inclui apenas cookies que garantem funcionalidades básicas e recursos de segurança do site.

Esses cookies não armazenam nenhuma informação pessoal. Não necessário Não necessário. Quaisquer cookies que podem não ser particularmente necessários para o funcionamento do site e são usados ​​especificamente para coletar dados pessoais do usuário por meio de análises, anúncios e outros conteúdos incorporados são denominados cookies não necessários. É obrigatório obter o consentimento do usuário antes de executar esses cookies em seu site. Barra de ferramentas aberta.


Pintando a cidade: a história das paisagens urbanas

A pintura de paisagem era um gênero que tinha um reconhecimento formal há muito procurado. Não foi até o século 17 que o tema se tornou um gênero pictórico por direito próprio, ao lado da pintura histórica, retratos e natureza morta. No século XIX, as paisagens sofreram um desenvolvimento significativo, com o nascimento da Escola Barbizon em A partir de então, a pintura ao ar livre tornou-se mais democrática e a natureza parecia ser o mais inspirador dos assuntos.

Compre a obra 'Cidade Noturna - Pintura original de paisagem urbana' de Anastasiya Valiulina (): Pintura Óleo sobre Tela - xin ➽ Frete Grátis.

Paisagens urbanas abstratas

Os fotógrafos vêm capturando a magia das paisagens urbanas desde que as câmeras comerciais se tornaram disponíveis em meados do ano, e continuam a achar o mistério da cidade intrigante.O artista belga usa sua câmera como um pintor impressionista usa seu pincel, replicando a icônica pincelada pesada do movimento impressionista, capturando o movimento com sua lente. Parque infantil , , de Pedro Correa. Cenas urbanas se dissolvem em paisagens oníricas, seu foco suave parecendo mais memórias desbotadas do que documentação da realidade. Inverno da Nossa Juventude 5 , , de Pedro Correa. J , , de Tomás Cambas. Em vez de compartilhar uma narrativa da vida na cidade, suas fotografias abstratas mostram uma solidão única e tranquila, sem pessoas, dando uma perspectiva nova e inesperada à fotografia urbana. D , , de Tomás Cambas. As paisagens urbanas são arranhadas, manchadas, respingadas e sobrepostas digitalmente para criar imagens que parecem agressivas, tumultuadas e ásperas, equilibradas com explosões e jatos de cor.

Pinturas de paisagem urbana

Isso é pura indulgência. Muito obrigado ao Museu Guggenheim por me permitir publicar as fotos na postagem. Por favor, clique nas imagens para ver uma versão maior da imagem. Alberto Burri Italiano, Composição Aniagem, linha, tinta polimérica sintética, folha de ouro e PVA sobre tecido preto 86 xComeçou a pintar ali, cobrindo suas macas com serapilheira quando não havia outros materiais.

Você está comentando usando seu WordPress.

Impressionantes pinturas de paisagem urbana de Sarah Baptist

Richard Diebenkorn foi um artista americano do pós-guerra mais amplamente associado ao movimento Bay Area de San Francisco, um grupo de artistas no início da década de 1990 que agitou as penas da geração expressionista abstrata dominante ao retornar a um modo figurativo de pintura. Diebenkorn passou um tempo na Costa Leste, onde explorou principalmente a abstração em seu trabalho. Ele usou as formas e cores da paisagem do norte da Califórnia como estrutura estrutural para suas pinturas; estruturas quadriculadas, pontos de vista aéreos e um visível deleite em imbuir a materialidade de sua pintura com a luz única da região. Nenhuma pesquisa da paisagem na arte moderna e contemporânea estaria completa sem David Hockney. No entanto, este artista britânico, transplantado para a Califórnia, percorreu um longo caminho desde suas famosas paisagens de piscina de Malibu e Santa Monica dos anos 60 e 20.

Pintura de paisagem urbana por Rita Vindedzis em exibição no Consulado Geral da Hungria, Toronto

The Hay WainJohn Constable, um bom exemplo do naturalismo inglês e uma das imagens mais famosas da pintura de paisagem inglesa. As maiores paisagens foram executadas no final do século 18 e 19. Veja: Pinturas de paisagens famosas. Definição Em belas artes, o termo 'paisagem' - da palavra holandesa 'landschap', um pedaço de chão - descreve qualquer pintura ou desenho cujo "tema principal" é o retrato de uma vista cênica. Tal cenário abrange prados, colinas, montanhas, vales, árvores, rios, florestas, vistas costeiras e marinhas.

No entanto, as experiências mais notáveis ​​em paisagens urbanas no Renascimento de pintores expressionistas abstratos, por exemplo em “City landscape” de Joan.

Impressões gráficas

O artista alemão Wilfried Grootens anteriormente suspende pinturas vibrantes e texturizadas que evocam organismos minúsculos, bactérias e outras criaturas microscópicas em esculturas elegantes feitas de vidro. Ele renderiza linhas e formas geométricas em dezenas de painéis finos que, quando pressionados juntos em um compósito maior, produzem a aparência de formas tridimensionais encerradas no material transparente. Até lá, veja mais de seus trabalhos em seu site.

Pintura e desenho de paisagens

Junte-se a mim na bela Castle Rock, Colorado, em junho, para um workshop de arte de dois dias. Nosso estúdio é cheio de luz e cercado por uma propriedade arborizada que se presta a explorar, criar e relaxar. Você terá oportunidades durante o workshop para também percorrer alguns de nossos caminhos arborizados e encontrar um local para criar. Quando você chegar na sexta-feira de manhã, será recebido com mimosas e um lanche leve enquanto encontramos nossos lugares e nos encontramos.

Depois de uma longa carreira pintando cenários teatrais e cenários em tamanho real para o palco, Sarah Baptist mergulhou na pintura a óleo em tempo integral.

A Grã-Bretanha tem uma rica história de arte da paisagem contemporânea vívida e expressiva. Seu trabalho é uma inspiração para muitos artistas hoje, ao mesmo tempo em que sustenta a firme compreensão da arte contemporânea da Grã-Bretanha. Restringir esta lista para incluir apenas dez paisagistas britânicos contemporâneos foi um desafio. Mas cada nome nesta lista trouxe algo único para a arte da paisagem na Grã-Bretanha. Além disso, esses paisagistas têm um catálogo extenso e diversificado que nos tecem através de sua evolução na arte da paisagem. Considerado o artista britânico mais influente do século 20, David Hockney é um fenômeno de mídia mista.

A arte clássica está sempre certa.Pintura de Claude Monet, Monet estava trabalhando com 65 pinturas simultaneamente - "muito mais do que eu poderia terminar" - era impossível para ele fazer o contrário, o clima e os momentos de sol estavam mudando tão rápido. Durante seus últimos anos, o viajado Monet ficou perto de casa, inspirado pela variedade de elementos que compõem seu próprio jardim em Giverny, uma vila localizada a cerca de 70 quilômetros de Paris.


Assista o vídeo: Misty mountain landscape stencil technique - Dunstige Berglandschaft, Schablonentechnik (Julho 2022).


Comentários:

  1. Zaiden

    Eu sou muito grata a você pela informação. Foi muito útil para mim.

  2. Adalwine

    Opção perfeita

  3. Shaktigal

    Eh, um pouco tarde

  4. Gerold

    Direto no alvo

  5. Jujind

    Você não está certo. Tenho certeza. Nós discutiremos. Escreva em PM, comunicaremos.



Escreve uma mensagem